segunda-feira, 28 de março de 2016

TROGLODITA



link

Glutona, a língua lava, engole o gládio
E lubrifica o gume, a glote lança Deleite ao grande gladiador no estádio Engloba a lâmina o glamour da língua Ela aglomera gloriosa e trança Glacial água que do gládio míngua. Ah! Troglodita língua que se expande Grudando a glote no glacê da glande. Rommel Werneck

quarta-feira, 16 de março de 2016

INDRISO





JORRANDO 



Jorrarei vigorosa e branca lava 
Osculando-te a boca de água nívea
No silêncio dos gritos que reinava



Aos deleites da carne pecadora
Tateando-te em cândida lascívia
À garganta profunda e sofredora



Se salivas, se ingeres meu melado



Não importa! Me importa ter jorrado!




Rommel Werneck

segunda-feira, 25 de maio de 2015

HIPOCRITISA REDES

Gay sendo lançado do alto de um prédio pelo ISIS


       Dilma lançou o Pacto Nacional de Enfrentamento às Violações de Direitos Humanos em abril que é a maior obra de desvio de recursos e hipocrisia moral já existente no país. Ora, ora, chega até a ser engraçado que comunistas fundem algo assim. Mulheres, cristãos e homossexuais são perseguidos, torturados e apedrejados nos países islâmicos e pelo ISIS. Nicolás Maduro tem conduzido a Venezuela à fome e sua Polícia Nacional Bolivariana não aceita rapazes homossexuais ou de moda alternativa (tatuagem, brincos etc). Médicos cubanos são escravizados. Temos ainda o MST e suas invasões... E tudo isso com o apoio perpétuo e declarado do Brasil... 


      Para início de conversa, o Humaniza Redes custou 10 milhões aos cofres públicos. O logotipo saiu por 300 mil reais na prestação de contas. Internautas apontam que a arte do logotipo, assim como tudo no PT, foi um furto, um plágio de imagens comerciais muito parecidas. A resposta do governo foi interessante: o logotipo foi adquirido de um site que oferece imagens gratuitamente, o que deixa bem claro que o gasto de 300 mil reais foi um desvio de dinheiro. 


    E o pior nem é isso.... na verdade, o Humaniza Redes não “existe”. Pelo menos enquanto um órgão público não existe. Isso porque ao tentar fazer uma denúncia no site ----- que é a justificativa da criação ------ o usuário é direcionado ao site da Polícia Federal que é a instituição pública que já presta esse serviço há anos! Sendo assim, o tão “inovador”, “super necessário” (como diz o Laerte) e “positivo” pacto pela denúncia já é executado pela Polícia, essa instituição tão odiada pelos bandidos. E o Humaniza não passa de um protetor de tela, uma “capa” que direciona as denúncias à Polícia não mudando nada no real sentido de positivo. 



    Até porque estamos falando de uma enorme quantidade de dinheiro que poderia ser usado para outras coisas. Quais? Fazer uma campanha pró-armamento, por exemplo. Armas combateram muito mais a homofobia do que os kits gays da vida e protegeram muito mais mulheres de estupro do que as campanhas das feminazistas de nossa geração. Esse montante poderia, inclusive, ser repassado para a Polícia, investir em dispositivos, tecnologias, profissionais novos etc. Violação de Direitos Humanos é crime e deve ser tratado como tal. Mas não são essas as intenções do governo. 



    O que Dilma e seus aliados querem passar é que o governo está fazendo algo pelas minorias combatendo a violência e estimulando a tolerância, a cultura de paz blábláblá. Mas todos nós sabemos que si vis pacem, para bellum. E há ainda o apoio do PT aos países que mais violam Direitos Humanos....



    Há também uma infinidade de pessoas que dizem que sob o pretexto de defesa de Direitos Humanos, o Humaniza Redes é um instrumento de articulação de censura porque é uma central de denúncias de “crimes de ódio” que, muitas vezes, podem não ser crimes de ódio... Mas o que gostaria de chamar a atenção em minha postagem é: por que uma mulher pode ser estuprada pelo ISIS e com apoio da Dilma e aqui o discurso é feminista e doce? 



Ademais, há vídeos que completam a minha fala. 




quarta-feira, 13 de maio de 2015

FELLARE








FELLARE





A boca se abre, a língua corre e vai
A úvula toca, e cala e faz um nó
A carne se arde; a língua alada sai.


O músculo flui, contrai e dói sem dó
A água nos lábios lava, corrói, cai...
O baile das horas morre por si só



E, trova, e discorre, e mostra, e ora: Oh!

E, fala, e declara, e brada, e relata: Ai!




Rommel Werneck

segunda-feira, 4 de maio de 2015

CRIME PASSIONAL


love and guns photo gun.jpg


CRIME PASSIONAL 




Amor, invenção de poeta feliz.
Românticos como eu um ódio letal
Temível mantêm por quem nunca lhe quis. 



Homem eu sou, faço crime passional
Um incêndio em água, fogo em tempestade
Realizo desgraças, amor afinal. 



Tu beijaste minha boca com vontade
Agora porém descartas  esperança
Rejeitas os mesmos beijos por vaidade.



Guerras nós teremos e terás por vingança
A mesma lascívia de antes à agressão
À força, a consenso, a beijos, à matança
Teu corpo clamando: não foi ilusão! 



ROMMEL WERNECK